Auxílio Brasil 2022: Veja as datas de pagamento do mês de janeiro

O pagamento da parcela de janeiro do Auxílio Brasil será iniciado no dia 18 de janeiro, e será feito por meio da Caixa Econômica Federal (CEF).  O programa de renda atende mais de 17 milhões de famílias, cujos pagamentos serão iniciados pelos beneficiários que possuem o NIS 1.

O novo benefício social Auxílio Brasil tornou-se oficialmente o principal programa de transferência de renda do país. No mês de janeiro, os pagamentos do programa serão iniciados no dia 18 de janeiro, juntamente com o Auxílio gás.

As parcelas referentes ao mês de janeiro serão depositadas nas contas dos beneficiários do programa nos últimos 10 (dez) dias úteis do mês. O mês de fevereiro terá essa mesma lógica de pagamentos e assim por diante.

Auxílio Brasil: Calendário de Janeiro de 2022

Os períodos de pagamento do Auxílio Brasil são organizados de acordo com o dígito final do NIS, que é o Número de Identificação Social.

Tal dinâmica de pagamentos era aplicada para o extinto Bolsa Família e foi seguida, também, nos pagamentos do Auxílio Brasil que foram feitos no mês de novembro.

Os beneficiários têm o direito de fazer o saque dos valores do Auxílio Brasil por meio dos pagamentos pelos cartões tradicionais dos extintos programas: “Bolsa Família” e “Cartão Cidadão”. Então, confira agora o calendário previsto para o mês de janeiro de 2022:

  • NIS dígito final 1 – 18 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 2 – 19 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 3 – 20 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 4 – 21 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 5 – 24 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 6 – 25 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 7 – 26 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 8 – 27 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 9 – 28 de janeiro de 2022
  • NIS dígito final 0 – 31 de janeiro de 2022

Como fazer a inscrição no CadÚnico?

De acordo com as regras vigentes, a inscrição é realizada de forma presencial, normalmente em Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), ou em postos de atendimento do Cadastro Único e do Bolsa Família. Veja os benefícios concedidos por meio do CadÚnico.

Quem pode se inscrever no Cadastro Único?

Veja abaixo quem pode se inscrever no CadÚnico:

  • Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 550);
  • Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300);
  • Famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo;
  • Pessoas que moram sozinhas – constituem as chamadas famílias unipessoais;
  • Pessoas que vivem em situação de rua — sozinhas ou com a família.

Como se cadastrar?

Para se cadastrar é preciso ir até o setor responsável pelo Cadastro Único em sua cidade para se inscrever. Então se dirija até o CRAS – Centro de Referência em Assistência Social do seu município e solicite o cadastramento.

Para se cadastrar é preciso:

  • Ter uma pessoa responsável pela família para responder às perguntas do cadastro. Essa pessoa deve fazer parte da família, morar na mesma casa e ter pelo menos 16 anos.
  • Para o responsável pela família, de preferência uma mulher, é necessário o CPF ou Título de Eleitor.
    • Exceção: no caso de responsável por famílias indígenas e quilombolas, pode ser apresentado qualquer um dos documentos abaixo.

Documentos necessários

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade (RG);
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);
  • Carteira de Trabalho; ou
  • Título de Eleitor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.